segunda-feira, 27 de maio de 2013

É como cuspir em um estranho


Uma das coisas que você não deve perder quando você gosta de música, é sempre procurar um som novo para se ouvir de acordo com seu gosto musical. Antigamente costumava conhecer inúmeras bandas, e infelizmente, com o tempo fui perdendo essa ânsia de novidades musicais. De fato é algo momentâneo, pois nem todo mundo consegue se dedicar a apenas uma coisa, mas enfim, eis que descobri naturalmente alguns sons que quero compartilhar com vocês. Na verdade não são apenas sons. É música, é Rock.

O primeiro é a banda norte - americana Pavement ( algum de vocês já deve conhecer ) formada em 1989. É um conjunto muito conhecido que só agora fui descobrir, hoje, posso dizer que sou um grande admirador da banda, mais do que nunca do cenário alternativo da década de 90, com as pauleiras de Smashing Pumpkins, Pixies, Jane's Addiction, Pearl Jam, Nirvana e entre outros. Bom, acho que já to virando meio suspeito no assunto.

O primeiro dos cincos álbuns lançados pelo grupo que ouvi, foi o último, Terror Twilight, lançado nos últimos suspiros da banda, em 1999. Um ótimo disco do começo ao fim, alternando entre algumas beldades e pauladas certeiras como uma boa banda de Rock deve ter. " Spit on A Stranger " talvez seja o maior clássico do Pavement, e por sinal, uma das minhas preferidas, junto com " You Are a Light ", com uma melodia envolvente e marcante. Mas calma, ainda tem muita coisa para se ouvir dessa incrível banda, que sem dúvidas deve ser compartilhado com alguém.



Outro artista que conheci melhor ( dessa vez um músico ) foi Arnaldo Antunes, que ficou conhecido nacionalmente como um dos membros do Titãs na década de 80. É ele que canta " O Pulso ", " Comida " e outras pérolas da banda, sem contar de sua técnica invejável de compor. Ainda que não seja minhas músicas preferidas do Titãs, Arnaldo Antunes quem diria, deixaria saudades após sua saída nos anos 90, junto com Nando Reis.

Seguiu carreira solo e lançou bons álbuns, como  Silêncio  de 1996 e Paradeiro de 2001, ambos recomendadíssimos. Porém, tem uma música do cara que vem me balançando há um bom tempo. " As melhores coisas " composta exclusivamente para o filme As melhores coisas do mundo  de 2010, é uma das canções mais expressivas do músico nos últimos tempos. 



Vivemos e aprendemos para não perdemos certas coisas que não devemos. Nunca deixe de descobrir o mundo.

segunda-feira, 20 de maio de 2013

E mais uma porta se fecha


Mais uma porta  do The Doors se fechou. Se não bastasse Jim Morrison, que faleceu há muitos anos atrás, o tecladista e " baixista " ; Ray Manzarek, morreu hoje ( 20/5/2013 ) após uma longa luta contra o câncer. Com 74 anos, Manzarek foi um dos fundadores de uma das bandas mais importantes dos EUA. O The Doors que encerrou suas atividades após a morte do vocalista Morrison, deixou um legado muito grande para a história do Rock.

sábado, 11 de maio de 2013

Ei Paul, me apresente seu amiguinho !

O show do gênial Paul MacCartney em Goiâna foi um marco para a cidade. Se não bastasse sucessos aqui e ali dos Beatles e de sua épica carreira solo, o céu de Goiâna foi tomado por uma invasão de grilos, precisamente comandada por Harold.

Fantástico :



------------------------------------------

Também publicado no blog Comissão do Rock

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Lee Konitz - Dia do Trabalho



Muitas bandas e músicos consagrados não chegam a ter um terço do que esse cara tem. Lee Konitz é um dos músicos mais trabalhadores da história da música. Americano nascido em 1927, gravou cerca de 100 álbuns em toda sua carreira, representando como poucos o Jazz em todo o mundo.

Parabéns Lee Konitz,!
Que venha muito mais discos !

Aproveitem esse dia porque amanhã o dia começa cedo. 
Todos artigos são publicados por Guilherme M, exceto onde os autores são citados