domingo, 15 de janeiro de 2012

Scary Monsters, tímido mas impressionante



Depois da famosa trilogia de Berlim, David Bowie entrou em seu mais novo projeto : Scary Monsters (and Super Creeps). A trilogia tinha sido marcado por Bowie largar seu personagem Zigg Stardust e entrar de vez em sua verdadeira carreira solo. Stadurst tinha virado lenda, agora o lema era Heroe.

Scary Monsters foi lançado em 1980 e apresenta o mesmo ritmo da trilogia. O Rock eletrônico foi preservado como sempre, o New Wave foi apresentado e o Pop Rock também, não os de hoje em dia, mas sim daqueles no estilo dos suecos  ABBA. A primeira parte de “Its No Game “ abre o disco, a segunda fica pelo final, na primeira Bowie solta a voz e mostra seu timbre.  Mas o que chama atenção na abertura de Scary é sem dúvidas “ Up The Hill Backwards “, para mim é um dos clássicos escondidos do Rock, que gruda da cabeça e demora para sair. A faixa titulo vem logo em seguida, mas é ofuscada pelo brilho de “ Ashes to Ashes “ que por surpresa a conheci  através de Mr. Ozzy Osbourne, que disse em uma de suas entrevistas que é uma de suas músicas preferidas.


'' Fashion “ encerra o lado 1 do álbum e a ótima “ Teenage Wildlife “ começa o lado 2, traz novamente a guitarra de Robert Fripp, que fez um trabalho maravilhoso em Heroes.  Fripp que fora guitarrista do King Crimson, faz belas passagens de guitarra na faixa, mostrando uma de minhas preferidas e dos fãs. “ Scream Like a Baby “ não surpreende porque Bowie causa a mesma sensação em cada álbum, a sensação de estranheza. A idéia de regravar uma música também foi feita, “ Kingdom Come “  foi escrita e tocada por Tom Verlaine, e Bowie fez uma ótima interpretação.

Scary Monsters encerra com interessante “ Because Your Wrong “  e por fim a segunda parte de”  It´s No Game “, nessa mais calma e relaxada do que a primeira. Depois do compacto, Let´s Dance é lançado e se volta mais para a fase 100 % pop do músico. Para muitos críticos e fãs Scary Monster é o último álbum lançado, e que depois o bom gosto foi perdido.

É legal ver como Bowie faz mudanças em sua discografia, analizando ao todo, temos sua fase Rock Teatral com o grande Zigg Stardust and The Spiders From Mars (50 discos que você deve ouvir antes de morrer ), fazendo uma mistura ainda de piscodelismo com folk, que só o cara conseguiu. Também levando o Funk ( antigo e dos bons ) nas costas, um exemplo de suas  pérolas insdicutíveis é Diamond Dogs.

O fato do artista ter se tornado músico de discoteca não impede de você aprecia – lo. Sua carreira é extensa e devemos conhece – lo melhor, pois como Scary Monster, não é o seu disco em que todos se referem. É um álbum ótimo, pórem, tímido. Para mim é um registro excelente para relaxar e curtir uma boa música. Ele não podia lançar um sucessor de sua trilogia abaixo da média, fez o barulho e levantou os monstros.

" Eu queria provar o poder de sustentação da música "



Até a próxima e aproveitem o novo visual

Um comentário:

Deixe seu comentário e sua opinião, pois é muito importante para nós. E lembrando que todos comentários serão analisados e respondidos.

Obrigado pelo comentário e Volte sempre.

Todos artigos são publicados por Guilherme M, exceto onde os autores são citados