segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Van Der Graaf Generator - Incrível obra Progressiva


Muitos arriscam dizer que o Rock Progressivo surgiu em 1970, sendo que em 1968 e 1969 os grandes nomes tinham se formado. Yes, Genesis, Jethro Tull, Aprodhite´s Child e Van Der Graaf Generator ditaram o começo da explosão do gênero, que só começou a serem vistos com outros olhos, anos depois. Naquela época o pessoa ainda  estava totalmente na onda de " Get Back ", " My Generation " e " Born To Be Wild ". E tinha uma banda lá de Birmingham que estava separando o arroz do feijão, e estava chamando atenção.

Mas hoje, não quero falar do final da década de 60 e muito menos o que fazia a cabeça da geração. Gostaria de relatar para vocês essa fantástica banda de Rock Progressivo, Van Der Graaf Generator, através de sua melhor pérola, H To He ( Who Am The Only One ) lançado em 1970.

O Van Der Graaf foi formado em 1967 pelo incrível Peter Hammil. Até então, lançaram dois bons discos PROG, The Aerosol Grey Machine The Least We Can Do is Wave to Each Other. Depois de desfrutar só água, estava na hora de beber vinho, e H To He foi feito fantasticamente pelo grupo britânico. 


" Estamos muito longe de entender uma capa dessas ! "

O álbum começa com a maravilhosa " Killer ", sua intensidade me deixa de boca aberta, da loucura do marcante piano, misturado aos delírios do saxofone de David Jackson. Logo em seguida, a linda " House With No Door " onde Peter Hammil criou um clássico. O piano suave junto com sua voz se completam nessa bela canção. Para encerrar o primeiro lado, " The Emperor In His War Room ", incluindo " The Emperor " e " The Room "  traz nada mais nada menos do que Robert Fripp na guitarra. 

No segundo lado, " Lost " que também inclui " The Dance In Sand e Sea " e " The Dance In The Frost " é super interessante, destaque para os teclados de Hugh Baton. Para finalizar esse belo disco, " Pionners Over  C. " apresenta uma guerra de instrumentos. Guitarra, baixo, teclado, saxofone, tudo junto e misturado sobre a voz de Peter Hammil.

É isso, sem prolongar muito o texto, fica uma dica simples e rápida. H To He ( Who Am The Only One ) é um clássico do Rock Progressivo. Soube levar o Van Der Graaf Generator a ser uma das melhores bandas do movimento e concretar sua identidade. Um gigante do Rock e da música.

Abraços



-----------------------------------------------

No próximo post a continuação da série Pink Floyd

2 comentários:

Deixe seu comentário e sua opinião, pois é muito importante para nós. E lembrando que todos comentários serão analisados e respondidos.

Obrigado pelo comentário e Volte sempre.

Todos artigos são publicados por Guilherme M, exceto onde os autores são citados