terça-feira, 3 de abril de 2012

Pink Floyd - A origem da viagem ( Parte 1 )


A cada ano estrelamos uma série aqui no blog, e no ano passado o Hard Rock dominou em dez postagens. Tentei mostrar o universo do gênero através do Hard no ritmo do Rock, tendo mais de 1000 visualizações ( fora as não contadas ). A série desse ano vai ser de uma banda, resolvi trilhar o Pink Floyd que apresentou durante sua carreira uma história interessante, de altos e baixos, da queda de Syd Barret  ao auge de David Gilmour. 

Para fazer essa série, li bastantes entrevistas de músicos, amigos, alguns livros, revistas e meu conhecimento sobre a banda e seus discos. Sem dúvidas é umas das bandas mais importantes da história.

A origem da viagem

O Floyd foi fundado precisamente por Nick Mason, Roger Waters e Rock Wright. Mais tarde se juntou o guitarrista Syd Barrett, obrigando Waters a passar para o baixo, instrumento do qual o consagrou. A origem do nome é uma homenagem de Barrett aos bluseiros Pink Anderson e Floyd Council, juntando os primeiros nomes dos artistas. A banda trilhava em vários tipos de instrumentos, mas a loucura começa quando Barrett assume as composições da banda, sem esqueçer que na formação daquela época também contava com o guitarrista Bob Klose, que pulou do barco logo cedo. Pobre coitado !

Então estava formado : Roger Waters ( baixo e vocal ), Syd Barrett ( guitarra e vocal ), Richard Wright ( piano e teclados ) e Nick Mason ( bateria ).


" Ao lado esquerdo Syd Barrett e sua guitarrita, atrás na bateria Nick Mason e ao lado direito com seu baixo Roger Waters, em meados de 1967 "

A loucura começou...

Agora começa a prova para a banda. The Piper At The Gates Of Down é lançado em agosto de 1967 e o grupo manda ver no Rock Piscodélico, onde Syd Barrett apresenta letras de mágicos, conto de fadas, espantalhos, duendes e tudo o que passa na cabeça do músico. Muitos não preferem nem conhecer os primórdios do Floyd, preferem começar com The Wall e Dark Side Of The Moon e nunca abrir as portas para ver o que eles aprontaram no final da década de 60. Sobre a gravadora EMI, The Piper At The Gates Of Down agradou a crítica, é um disco bom, mas na minha opinião, naquela época haviam grupos que brilhavam mais com o Piscodelismo, como o Steppenwolf, Beatles, Jefferson Airplane e entre outros. 

Na queda terminou...

No mesmo tempo que os britânicos estavam ganhando o mundo, Syd Barrett dormia afundado nas drogas e a partir daquele momento estava " ausente " na banda. Ele conseguia compor e cantar algumas faixas, mas não aparecia nos shows, gravações e entrevistas, levando a desentendimentos com o restante do conjunto. A banda então chamou David Gilmour para suprir a falta de Syd. Guitarrista que tem talento de sobra, além de um ótimo cantor. Falaremos melhor de seus feitos, mais para frente.

Em abril de 1968 eles lançaram A Saucerful Of Secrets, que também trazia a frente o Piscodelismo. Percebemos solos melhores elaborados por parte de Gilmour e um piano de Wright dando indícios de um Rock Progressivo. Saucerful Of Secrets é bem parecido em relação a Piper At The Gates Of Down, também levando em conta que ambos conseguem ser obscuros em algumas canções.

No próximo post falaremos mais de Syd Barrett, sua saída, sua carreira solo e alguns encontros marcantes do músico com os integrantes do Pink Floyd.


Até a próxima e nossa nova série esta no ar !

4 comentários:

  1. Fala Guilherme,

    Acho interessante a gente marcar uma reunião para resolvermos algumas questões importantes sobre nossos blogs. Vamos tentar juntar todo mundo nesse fim de semana, caso contrário fica para a semana que vem.

    Vlw!

    ResponderExcluir
  2. Tenta entrar hoje à noite. Estaremos lá!

    ResponderExcluir
  3. Adoro essa banda!
    Post divulgado no agregador Teia
    até mais

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e sua opinião, pois é muito importante para nós. E lembrando que todos comentários serão analisados e respondidos.

Obrigado pelo comentário e Volte sempre.

Todos artigos são publicados por Guilherme M, exceto onde os autores são citados