sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Hard no ritmo do Rock.


Estou abrindo aqui no Destroyer nossa nova série, chamada Hard no ritmo do Rock.

O Hard Rock começou no meio da década de 60, mais precisamente nos Estados Unidos e no Reino Unido. Ganhou sua devida popularidade no final da década, e é um dos genêros mais vistos e escutados do Rock N Roll. Riffs marcantes, solos, rockeiros e mulheres foi marcado por uma era que marcou época. Veja agora o começo de Hard no ritmo do Rock que foi dos anos 70 até o final dos 80.

Pode se dizer que começou com as bandas Cream, Rolling Stones, The Yardbirds, The Who, The Kinks, Hendrix entre outros. O Rock já vinha ganhando forma desde Elvis, Bill Haley, Beatles e os pioneiros do Rock, mas esses e muitos outros só acrescentaram o que faltava ao Hard Rock.


"Rolling Stones, deixem as pedras rolarem".

Naquela época o Hard Rock vinha ganhando seu espaço. E uma das bandas que deu espaço para isso acontecer foi o Deep Purple.

A trûpe de Blackmore e Ian Gillan lançaram três álbuns até o começo dos anos 70. Shades of Deep Purple, The Book of Taliesyn e Deep Purple. Depois dos anos 70 vieram a " santíssima trindade " In Rock, Fireball e Machine Head, junto com eles vieram uma porrada de musicas boas e também o sucesso.

Os riffs e solos de Blackmore influênciaram uma geração, ou seja, a banda influênciou. Smoke On The Water é imortalizada por todos, assim como Highway Star, a bela e sombria Child in Time e  entre muitas outras pérolas que o quinteto composto por Ian Gillan ( Voz ), Blackmore ( Guitarra ), Jon Lord ( Teclado ), Roger Glover ( Baixo ) e Ian Paice ( Baterista ) fez.

Depois do fim de Machine Head a banda perdeu duas peças importantes, saiu Ian Gillan e Roger Glover para entrar David Coverdale ( no qual falaremos mais tarde ) e Glenn Hughes. Duas mudanças a altura, que zizeram o clássico Burn de 74 que foi muito bem aceito pela crítica, e o discasso Stormbringer.


"Imortalizada pelo Rock, Smoke On The Water é um hino"

Agora deixando o Purple de lado .É impossível não falar de Led Zeppelin nessa empreitada, nem que seja um pouquinho.

A banda foi percussora do Heavy Metal e do Hard Rock. Uma das bandas mais importantes da história do Rock teve uma importância absurda para o Hard Rock. Jimmy Page, Robert Plant, John Paul Jones e John Bonham fizeram inúmeros álbuns e clássicos.

Falar do Led Zeppelin agora vai me custar muito tempo e dedicação. Em breve você verá um especial sobre essa banda que deixa todos loucos.

O Hard Rock demorou para ser imortalizado, pode ser dançante e alegre. Não é feito através de quatro instrumentos. Grandes músicos que fizeram esse gênero com tanta maestria usaram teclados, pianos, gaitas, mostrando o "barato" que é esse som. Sem esquecer também que abriu novas portas para outros genêros que vieram em torno de sua época ou depois.

Pegando carona do quarteto fantástico, a gente encerra esse post com eles.


No próximo post :
Alice Cooper, Aerosmith, Queen e o início do sucesso.

5 comentários:

  1. hard rock, minha vida! *-*

    Com certeza será minha série preferida! Pelo começo já deu pra sentir... adoro seu blog!


    Bom findi!

    ResponderExcluir
  2. Vlw melima,obrigado pelo cometário e ótimo fim de semana para você também.

    ResponderExcluir
  3. Véio,
    essa vida de rockeiro
    não vale nada...
    É hora de começar a escutar Chepazinho & Xerapó
    rsrssrs
    Valeu,
    Bom texto

    Morcego

    ResponderExcluir
  4. Ola Guilherme.

    Vi seu comentário no blog Musicólatras. Já adicionei o link do Destroyer por lá ok?

    O do Área do Rock'n Roll eu não entendi muito a ideia de parceria.

    Abraço

    Blog Musicólatras
    htt://www.musicolatras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Tudo bem?É a Mel do Bon Jovi Rocks,já adicionei seus links no meu blogroll e também no meu outro blog http://virtualmusicalbox.blogspot.com.
    Quando adicionar os meus,deixe um recado na minha cbox,ok?Abração e muito sucesso para você! : )

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e sua opinião, pois é muito importante para nós. E lembrando que todos comentários serão analisados e respondidos.

Obrigado pelo comentário e Volte sempre.

Todos artigos são publicados por Guilherme M, exceto onde os autores são citados