sexta-feira, 18 de março de 2011

Um disco além dos limites.


Como um bom Rockeiro eu já rejeitei os Beatles pelo menos uma vez na vida. Eu particularmente nunca fui muito fã da banda até quando eu dei play em um ótimo disco chamado Abbey Road de 69.

As coisas mudaram a partir dali, e logo em seguida ouvi Revolver, um disco sensacional que é marcado quando os Beatles deixam de lado a fase bobinha que vinha fazendo desde Please Please Me.

Não que essa fase seja ruim, pelo contrário, foi boa e fez vários clássicos que jovens cantam até hoje, mas a banda tinha muito a mostrar. E hoje não vim falar de Abbey Road e Revolver, e sim de um disco que quando se trata de Rock é um dos primeiros que vem a mente.  Eu sempre queria saber o que faz de Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band um dos discos mais idolatrados e criticados do mundo, e você ?.

O que posso falar de Sgt. Pepper´s ?

Um disco maravilhoso que quando eu ouvi fiquei extasiado e perplexo. Agora que sou fã da banda, já posso dizer que o quarteto é muito mais do que talento.

Em uma época em que a banda mergulhava de cabeça nas drogas, o grupo começou a gravação de Sgt. Pepper´s em oito canais, que no momento era uma inovação. A idéia central de Paul MacCartney era fazer um disco conceitual e experimental, que quebrasse todas as barreiras. E quebrou mais do que isso, foi um disco que além de inovar mostrou ao mundo que o Rock era mais forte do que muitos pensavam.


O disco começa com a faixa titulo Sgt. Pepper´s, e de imediato ficou sensacional. A voz rasgada e cheia de atitude de Paul te faz entrar junto na música, e com a companhia de George e John Lennon nas guitarras nem se fala.

Logo em seguida chega With a Little Help from My Friends que traz Ringo Starr no microfone. A música é bem legal e Ringo foi mais do que fiel. Sua voz envolvente apesar de não ser cantor marcou o clássico que fala sobre amizade e como os amigos podem ajudar uns aos outros para transpor as dificuldades da vida.

A emblemática Lucy in the Sky with Diamonds vem para te levar junto na viagem dos Beatles. Muitos alegam até hoje que a faixa foi composta sobre a alusão do LSD. Se foi ou não, Lucy In The Sky é um clássico em que o grupo se superou. A voz mansa de John começa junto com um Riff matador que não sai de sua cabeça e te leva a fantástica viagem em que os Beatles terminou a 40 anos atrás.

Não terminamos ainda e a gente encontra pelo caminho para fechar o lado A as belas faixas She's Leaving Home, Getting Better, Fixing a Hole e Being for the Benefit of Mr. Kite!.

O álbum vendeu mais de 11 milhões só nos EUA, e é um disco que para época era muito avançado. Um clássico que qualquer um deve ouvir ou apenas respeitar aqueles que revolucionaram.

Começando com o lado B, chegamos em Within You Without You, uma música sensacional que leva na bagagem gaitas, bandolins e violinos, tudo misturado em passagens orientais. E depois falam que Harrison não era um bom músico, o cara era gênio.

Depois de When I'm Sixty-Four vem a animada Lovely Rita que é muito legal. A música é para quebrar o gelo, assim como Good Morning Good Morning que faz lembrar que o grupo continua animando. E para fechar esse belo disco, A Day in the Life arrepia e faz emocionar com a bela voz de Lennon. Se você ouvi - la inteiramente, é genial como a banda se despede do disco. Um acorde de piano profundo que fica na cabeça por um bom tempo.

Com chave de ouro Sgt. Pepper´s é um disco além dos limites que foi superior em tudo. Até na produção de George Martin no inesquecível Abbey Road. Quebrou todas as barreiras desde a sua enigmática capa até um ato simples de se cantar um refrão.

“Pense globalmente e atue localmente".



Abraços e até a próxima !

10 comentários:

  1. Ele é mais do que um álbum de rock. Ele é uma obra prima, uma obra de arte eterna. Esses caras eram gênios, quase como se tivessem sido enviados por Deus pra uma linda missão. Eles mudaram os costumes do mundo. E eram apenas quatro jovens com menos de 30 anos. Dá pra acreditar?
    Fantástico!
    Quando o Paul tocou A Day In The Life no Morumbi ano passado eu chorei. Eles fizeram mais do que música.

    Obs: Lucy in the sky with diamonds era cantada pelo John. O Paul apenas canta no refrão junto com o John.

    abs
    Daniel

    ResponderExcluir
  2. Beatles, Beatles, Beatles. Não há o que dizer, só ouvir. Aliás só converso sobre Beatles com quem já ouviu no mínimo 70% de sua discografia! HEHEHE.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Tenho que confessar que ainda não ouvi. Quase comprei o livro que fala sobre as gravações e outras coisas desse álbum pra ver se valia a pena ouvir hahaha. Mas lendo esse post fiquei com vontade de ouvir, ainda mais sabendo que você também "rejeitava" os Beatles, como eu; sempre disse que Beatles me dava sono. Mas nem é por "ser roqueira" ou qualquer comportamento poser, simplesmente não me agradava. Mas hoje em dia me disponho a ouvir DE VERDADFE antes de formar uma opinião, e com certeza farei isso com esse álbum.

    Ótimo post, abraços!

    ResponderExcluir
  4. Isso ai Daniel, sabia que voce gostava dos Beatles e já ia ao seu blog falar que fiz esse post. Ja era de se esperar seu comentário nesse belo disco. Falou tudo e um grande abrc !!!

    ResponderExcluir
  5. É mesmo Melima, rs, como um bom rockeiro que nunca rejeitou os beatles, rs. Mas é isso ai, espero que goste por eu gostei muito !

    ResponderExcluir
  6. Confesso que já tentei ouvir Beatles com ouvidos limpos, sem pensar no fato de que nunca gostei da música deles. Continuo na mesma. O único valor que essa banda tem para mim, é o fato de que eles fizeram alguns moleques se interessarem por música, e se transformarem em grandes ídolos, como o Lemmy, o Ozzy...

    De resto, Beatles para mim é muito haxixe e pouca música.
    Desculpa.

    ResponderExcluir
  7. Não precisa pedir desculpa Marlon. Gosto é gosto e adoro Beatles, tanto quanto o Stones.

    Valeu !!!

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    Publiquei seu post na Teia.
    Até mais meu amig

    ResponderExcluir
  9. Rapaz, belo texto, sou beatlemaniaco desde criança e sempre que vejo algo sobre os Beatles eu ouço, leio e você escreveu muito bem. Os Beatles inventaram a música moderna, tem que ser, no mínimo respeitados. Reparou o final de Lovely Rita com aqueles bocejos, sussurros, é incrível, eles eram realmente muito, mas muito avançados para a época.

    ResponderExcluir
  10. Obriago, pode deixar que vai te muito beatles aqui. Fiquei feliz que tenha gostado do blog, volte sempre....

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e sua opinião, pois é muito importante para nós. E lembrando que todos comentários serão analisados e respondidos.

Obrigado pelo comentário e Volte sempre.

Todos artigos são publicados por Guilherme M, exceto onde os autores são citados