sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Muito além de um clássico




Você ao menos já deve ter escutado “ Eye Of The Tiger “ do Survivor, mas não está se lembrando devido ao seu nome, agora ouça novamente, porque até cantará seu ritmo. Hoje conheceremos três bandas que são marcadas por uma música só, e no meio disso tentaremos mostrar um pouco mais delas.

A faixa  “ Eye Of The Tiger “ é da banda Survivor, conhecidos como a banda de uma música só. Foi nesse termo que o grupo viveu sua trajetória. O clássico ganhou fama através do filme Rocky Balboa 3, a sim, agora você lembrou : Aquele famoso hino das lutas mundiais. Se for ver uma luta, independente aonde seja, você terá 90 % de chances de ouvi – la.

O Survivor foi formado em 1978 e seu disco homônimo não foi um estouro. Ficou bem mais acima do que a 100 posição da billboard, mas a banda agradou alguns desavisados fascinados pelo Hard Rock.  A transição dos anos 70 para o 80 em questão do gênero é percebida, a banda passa pelo o som mais direto, mas ao mesmo tempo apostando em algo mais comercial. Nada de superproduções como o Kiss e entre outras bandas gostavam.

O primeiro disco não tinha sido uma abertura digna. O próximo, chamado de  Premonition trazia já um som mais refinado do que o primeiro e de longe é o melhor disco de toda sua carreira.  A surpresa chega com com “ Eye Of The Tiger “ , que com o empurrão de Rocky chega as paradas. E mesmo com o sucesso repentino na década de 80, caíram em um esquecimento profundo, mas não é para tanto, é inegável que o clássico é muito legal e a banda merece ter sua atenção. Se gosta daquele Hard Rock açucarado, essa é sua praia.


Agora falo de mais uma ótima banda, que prefiro em relação ao Survivor. O Europe querendo ou não, tem que estar nesse post. Todos sabem como é “ Final Countdown “, todos cantam seu refrão, o teclado marcante, enfim, grudou na sua cabeça por muito tempo. Ta certo que eles venderam milhões e milhões de discos mas a maioria só fica pelo hino mesmo. Além do álbum conter mais algumas ótimas músicas como " Rock Night " e " Love Chaser ", apresenta algumas outras excelentes canções espalhadas por sua discografia, que consta em oitos álbuns. 

Eles nunca mudaram sua fórmula. No começo a banda sempre teve algo do Dio, mas perderam de vez quando puseram no mundo a balada " Carrie ". Depois de Final Countdown, tiveram uma recepção muito boa, passando alguns bons momentos com Out Of This World. 

O Europe nunca foi uma banda que você olha e diz : " Maravilha ". Que os fãs me desculpem mas é minha opinião. E podem ficar tranquilos que essa minha visão não tira o disco The Final Countdown como um eterno clássico do Hard Rock. 

Mudando de década, vamos para os anos 60, onde o Rock vinha se consolidando com gênios como os Beatles, Jeff Beck, Jimi Hendrix, Free, The Who, enfim, a lista é grande então vamos pular. É certo que " Born To Be Wild " foi uma das maravilhas decisivas naquela época. 

O Steppenwolf foi quem fez a proeza de po - la no mundo. Virou o tema daquela época, e o lema era mais ou menos assim : " Vamos pegar nossas coisas e deixar o mundo nos conhecer ". É uma filosofia de vida, muito praticada nos dias de hoje. Quem não quer acordar tarde na segunda - feira e dormir como o dia não tivesse fim ? " Born To Be Wild " virou tema do filme Sem Destino de 1969 e todos pediam o clássico, o mundo pedia.

A banda teve seu momento de muita fama mas hoje poucas pessoas conheçem um terço de sua discografia. Eu não conheço sua discografia inteira, mas ouvi uma enorme variedade de excelentes faixas e álbuns, fazendo um bom tempo. Uma delas, que também é uma das mais famosas do grupo é a loucura de " Magic Carpet Rider ". É linda do segundo trabalho chamado The Second, um disco fantástico do mesmo calão do primeiro.

O Steppenwolf é uma pérola e para mim foi um dos momentos que mais aguardava nesse post, falar da banda que com seu piscodelismo ( moda nos anos 60, tendo grandes expoentes como Jefferson Airplane, 13th Floor Elevators e até mesmo os Beatles ) conquistou o mundo em uma época crucial para a história do gênero e sem dúvidas para a música.

3 comentários:

  1. Grande post!

    De fato, muitas bandas se baseiam em apenas uma ou duas músicas, e muita coisa de seu som fica escondido das massas.

    Eu por exemplo, sempre ouvia Eye Of The Tiger e nunca sabia de quem era, agora eu sei :P

    Steppenwolf é outro grande exemplo de uma banda que se baseia em apenas uma música, e uma pequena parcela de fãs conhece outras músicas deles à fundo, uma pena, porque é uma grande banda, sem dúvida um pilar importante da fase inicial do Rock!


    (Só pra constar, voltei como Figurinhas do Rock semana passada, querendo (ou não :P) dar uma passada por lá, esteja à vontade!)

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Fala Jefferson. Que bom que voltou, ultimamente vejo poucos blogs que ainda continuam. Vamos voltar a velha rotina e visitar o figurinhas.

    Até mais

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Guilherme, de fato muita gente pára depois de um tempo, mas não vou desistir tão fácil, estive um bom tempo afastado, mas vou procurar manter o blog atualizado a partir de agora.

    Abraço e boa sorte!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e sua opinião, pois é muito importante para nós. E lembrando que todos comentários serão analisados e respondidos.

Obrigado pelo comentário e Volte sempre.

Todos artigos são publicados por Guilherme M, exceto onde os autores são citados